Páginas

17 de julho de 2012

16 Maneiras de destruir um casamento





1 – Parar de dialogar de maneira aberta e sincera
2 – Alimentar a ira e ser sempre egoísta, rude e violento(a).
3 – Nunca perdoar seu cônjuge, por menores que sejam os erros dele.
4 – Passar o maior tempo possível deprimido(a) e com pensamentos negativos.
5 – Convencer seu cônjuge de que os filhos são
muito mais importantes para você que ele.
6 – Ser sempre indolente e recusar-se a fazer sua parte nas tarefas de casa ou do trabalho.
7 – Gastar dinheiro com futilidades e sempre assumir dívidas altas.
8 – Adquirir vícios ou hábitos nocivos e defender seu direito de conviver com eles.
9 – Não se importar com as necessidades sexuais de seu cônjuge, desde que você obtenha o que deseja.
10 – Habituar-se a ver filmes, revistas ou propagandas com cenas de sexo explícito e comparar com seu marido (esposa) as imagens e, acima de tudo, mencionar a outras pessoas quem você acha mais atraente.
11 – Ser firme com seu marido (esposa) e recusar-se a dizer: “Desculpe-me”, “Perdoe-me” ou “Você está perdoado(a)”.
12 – Tirar Deus e seu cônjuge da lista de prioridades.
13 – Ameaçar pedir divórcio todas as vezes que surgir um conflito entre vocês.
14 – Ter um relacionamento extraconjugal ou alimentar uma paixão por outra pessoa que não seja seu marido (esposa).
15 – Sair de casa e não tentar reconciliar as diferenças.
  16 – Desistir de Deus e recusar-se a acreditar que Ele é um Deus de milagres, com o poder de   restaurar o amor e a esperança.


Fonte: http://novotempo.com/amiltonmenezes/2012/05/08/16-maneiras-de-destruir-um-casamento/


 

2 comentários:

Raquel Santos disse...

Não tenho marido, nem namorido, nem amizade colorida rsrs.Mas é sempre bom saber o que estraga um relacionamento justamente para não cometer esse erros.Bjs

BY BEIJÚ disse...

Olá, tudo bem? passei para conhecer o seu blog gostei muito e já estou te seguindo, também sou Blogueira Unida, e te convido a conhecer meu cantinho e se gostar me siga também... www.bybeiju.blogspot.com.br , bjim e até lá!